terça-feira, agosto 07, 2007

Mudanças com recordações (por vezes agri, por vezes doces)


Em mudanças…
Nada como uma mudança de casa em pleno mês de Agosto para nos animar a alma e estimular o físico. Se bem que a ideia de ir mudar de poiso me agrada, sinto que vou encerrar um ciclo da minha existência. Foi uma casa que acolheu amores e desamores… e algum sexo (risos…)
O simples acto de recolher livros para os encaixotar demora uma eternidade: olho para a capa, olho para o titulo, vejo a data em que o comprei e recordo as circunstancias e motivações daquela compra. É curioso que me recordo da compra e/ou oferta de todos eles. Nenhum me traz indiferença. É um sentimento que me tem trazido alguma nostalgia, pois junto dos livros, por vezes, encontro pequenas mensagens cuja recordação ora me deixam com um sorriso nos lábios, ora um sentimento de perda. Até umas cábulas de psicopatologia encontrei e mesmo assim, com erros! - Este foi um dos motivos que me fez largar uma gargalhada! A primeira vez que experienciei este sentimento foi quando deixei o meu primeiro emprego. Esvaziar um cacifo com tralha que eu até já me tinha esquecido. O mesmo está a acontecer agora. Encontro coisas cuja utilidade é duvidosa e que o impulso primário é guardar - pelas recordações trazidas - depois vem a racionalização “Para que é que eu vou guardar isto?”. O isto inclui cartas de adolescente, postais de aniversário, colecções de recortes de revista, caixas de fosforos de sitios estranhos, bilhetes de transportes de fora do pais, enfim…fui guardando tudo. E agora? Deito fora? Guardo para daqui a 30 anos quando o alzheimer se tiver instalado e então deitar tudo fora por ser desprovido de sentido... mas depois penso "vou deitar estas cartas fora? será que depois na reciclagem de papel alguém não as vai ler?!". - Estupido, não?! mas só de pensar que vou deitar fora, uma coisa que era minha e que alguém, por razões várias, possa ter acesso, traz-me um sentimento de violação que me impele a guardar tudo religiosamente. É o meu traço mais obcessivo... ou será esquizoide? Esta ambivalencia dá conta de mim!!!
Confesso que tencionava fazer a mudança toda este mês…mas pelo andar da carruagem, creio que não vou cumprir o planeado.
Hoje esteve um dia bestial, não arrumei nada. Estive a banhos e a expor-me ao carcinoma da pele durante a tarde toda…
Boas férias a todos e protejam-se do Sol!!

11 comentários:

Pedro Eleutério disse...

Boas férias e boas mudanças. E entendo perfeitamente esse "afecto" a tudo aquilo que já não nos é necessário mas que fazem parte de quem somos e que contrõem a nossa história.

Boa Sorte

nImpossiblePrince disse...

Acho que essas "recordações" em postais, cartas etc..fazem depois parte da nossa vida de uma tal forma que oarece um crime nos livrarmos dela. Entendo-te perfeitamente!! Se fosse eu, não resistia, continuava a guardar..LOL

Boas férias e boas mudanças, tudo de bom, hugs**

Momentos disse...

Mudar faz sempre bem. As recordações a guardar que sejam as realmente boas..

pinguim disse...

Sê bem reaparecido, Manuel.
Uma mudança de casa é tudo isso que referes e muito mais, entre boas e menos boas coisas; nestas, realce para toda a trabalheira; nas outras, o imenso prazer de ir vendo a nova casa a preencher-se, mesmo antes de nós, de coisas nossas, numa diferente disposição, com novidades, enfim, algo novo.
Quanto a esse sentimento de nos desfazermos das coisas que vamos guardando, é medonho; por vezes, tento, penso que é desta, mas não, fica para a próxima...
Que tudo te vá correndo bem, amigo-
Um abraço.

Will disse...

"Mudar é bom" já dizia o macaco d' "O Rei Leão".

=)

Hugo disse...

É esta uma nova fase!
Só me resta desejar-te boa sorte!
Abraço!

Momentos disse...

Longa ausência... demasiada

L. Antão disse...

Que mudança prolongada, que recordações tão doces, que grande baú de lixo!

desculpa qualquer coisinha.

AEnima disse...

Pah, oh gajo... tu mudaste para um planeta sem blogs?

João Visionário disse...

Como eu te entendo. mas recordar é sempre bom... também ficaria horas de volta de papeis e coisas minhas...

Anónimo disse...

gostaria de saber onde sao os lugares de engate em lisboa:

marcelo:
astronautademarte@gmail.com